30/03/2008

Doem-me os pés...

Cheguei a casa há cerca de meia horita....Tou completamente de rastos. Dói-me tanto a cabeça que até parece que há de ser do dobro do tamanho, tenho sono, quase todos os músculos do meu corpo estão doridos e os meus PÉS têm uma bolha cada um no dedo pequeno, os calcanhares estão doridos!!!! Ah e acho que estou a ficar mal da garganta, outra vez....



Como é perceptível não estou na minha melhor forma, mas só fisicamente!!! Porque para além de uma mala bem carregada que eu trouxe do "fim-de-semana" (sexta e sábado, mas é quase como se fosse fim-de-semana), carrego uma bagagem enorme e leve! Trago dentro de mim uma paz imensa, uma alegria estrondosa, o amor dos meus irmãos na fé...e muito, muito mais que apesar do mal estar físico me fariam andar mais se fosse preciso, saltar mais se fosse preciso, gritar mais se fosse preciso desde que fosse para a Sua glória!!!


O Mais que Música 2008 foi sem dúvida muito, muito, muito, muito bom, especialmente a noite de ontem! Deus esteve ali e a Sua presença encheu mais aquele pavilhão do que qualquer número de assistentes....É maravilhoso quando o povo de Deus se junta para o louvar, não há nada que se compare. Seja num evento como este, ou sejam apenas dois ou três que se juntem para O louvar!!


23/03/2008

A Oração da Liberdade

"Ó Jesus, manso e humilde de coração, ouve-me.
Livra-me, Jesus,
do desejo de ser estimado,
do desejo de ser amado,
do desejo de ser exaltado,
do desejo de ser honrado ,
do desejo de ser louvado,
do desejo de ser preferido a outros,
do desejo de ser consultado,
do desejo de ser aprovado,
do medo de ser humilhado,
do medo de ser desprezado,
do medo de ser repreendido,
do medo de ser esquecido,
do medo de ser ridicularizado,
do medo de ser prejudicado,
do medo de ser alvo de suspeitas.
E, Jesus, concede-me a graça de desejar que outros possam ser mais amados que eu, que outros possam ser mais estimados que eu, que na opinião do mundo
outros possam crescer e eu diminuir,
que outros possam ser escolhidos
e eu posto de parte,
que outros possam ser louvados
e eu passe despercebido,
que outros possam ser preferidos
a mim em tudo,
que outros possam tornar-se mais santos
do que eu, contanto
que eu me torne
tão santo quanto devo ser.

Se nós orássemos assim, sinceramente, todos os dias, estou certo de que o Espírito Santo transformaria dum modo maravilhoso as nossas vidas. Creio que as qualidades de que se fala nesta oração podem tornar-se, hoje, nossas. Deve ser este o nosso alvo, e não a realização de qualquer tarefa especial para Deus."
Fome de Autenticidade, George Verwer


Se puderem leiam este livro. É pequeno, é rápido de ler, letras relativamente grandes xD...Mas com um conteúdo extremamente rico e importante! Considero uma leitura indispensável.
Boas leituras =)

17/03/2008

Chá do BOM!! =P





Não sei como é possível haver pessoas que não gostam de chá. Bom, até sei, porque para se gostar de chá é preciso ter um gosto refinado e é preciso saber apreciar sabores suaves, mas até intensos. E não, não é àgua com sabor. É chá!



Dá para acompanhar com quase tudo, aquece o corpo e a alma. Desperta o sentido olfactivo, gustativo e sensitivo (porque quando se pega na caneca ela está quente, supostamente looool). Tem propriedades medicinais, por isso faz bem à saúde, ao contrário dos sumos cheios de conservantes e corantes e E's e mais não sei quantas porcarias!



Então que se pode pedir mais de uma bebida? É bom ou não é?

Animais...

Depois de um fim de semana do melhor em todos os aspectos possíveis e imaginários, estou de volta! =p


Este Domingo conheci o Sr. Gallo, pelos menos foi o que ele me deu a entender, se me enganou já é outra história... loool Há quem pense que aparecer nas garrafas de azeite é o mais prestigiante trabalho de todos. Galos! Quem é que os vai entender?!






A natureza é fantástica! O mais interessante é que muitas vezes nos esquecemos que também somos natureza e consequentemente animais. Digo isto porque muito do que se passa na nossa sociedade, também se passa na sociedade animal.

video

Estes patinhos são chamados Patos Marrecos. Parecem muito indefesos, "tímidos" e medrosos. Mas só o são aquando da presença humana.... Eles vivem com tartarugas, patos, galinhas e galos e um ganso e acreditem que deles os patos marrecos não têm medo. Atacam os outros, não comem com eles, são de raça e não se misturam com a "ralé"! Já viram como é? Quantas pessoas não conhecemos assim?...

10/03/2008

A minha música

Finalmente os testes deste período estão feitos, uma lufada de ar fresco pensar que mais uma etapa ja passou, o que não significa descanso total, pois outras coisas se tornam importantes e urgentes de fazer. Mas a tranquilidade já se começa a fazer sentir e normalmente nestas alturas tenho uma certa tendência para ouvir as músicas da minha banda favorita....Coldplay, odiados por muitos mas eu gosto! =P


E claro a minha música, não a minha música favorita, mas a minha música aparece no meio de muitas outras que gosto. E porque é a minha música? Acho que pela letra percebem.... XD


E vocês qual é a vossa música? Passo o desafio aos meus caros colegas XD

06/03/2008

Teorias de Casa de Banho


NECESSIDADES: estados psicológicos de carência intimamente relacionados com a vida social.

A teoria desenvolvida por Abraham Maslow sobre a hierarquia das motivações coloca as segundo esta ordem:

Dado que as necessidades surgem por esta ordem só quando satisfeita a primeira necessidade surge a segunda, e assim sucessivamente. Ora se uma pessoa vai à casa de banho e não tem papel higiénico, a sua necessidade primária não pode ser suprida totalmente, além de que fica lá aprisionada, mas falemos da parte psicológica.

O que quero demonstrar é a importância de papel higiénico nas casas de banho, sejam elas públicas, ou privadas (no caso das nossas casas de banho...que nem por isso são tão privadas quanto isso...mas pronto). Pode se estar aqui a provocar um grave problema psicológico em toda uma sociedade! Se não se satisfazem as necessidades primárias como é que se poderá sequer pensar em satisfazer as outras necessidades, quanto mais a de auto-realização, que segundo Maslow só pessoas muitos especiais e fora do comum conseguem atingir?

Toda esta questão, como é obvio, se me pôs na casa de banho, e porquê? Porque começa a ser rara a vez que vou à casa de banho e há papel, fora de casa ainda se compreende, mas dentro de casa?! E depois tem de estar uma pessoa a gritar da casa de banho por socorro! (começo a achar que apesar de me acontecer muita vez tenho uma sorte desgraçada por estar sempre alguém em casa, uff!!).

Bom a minha reivindicação é que passe a haver papel nas casas de banho e dando o exemplo vou tentar implementar em casa o “acaba, repõe!”, ou seja, “ah acabastes com o papel? Atão se faz favorii vais buscar mais! Ouvistes?”. O que eu quero é uma boa saúde mental, porque isto dá cabo de qualquer um, ter de estar a gritar: “Por favor tragam-me papel!”...é humilhante!

Nota: Eu avisei que eram teorias da lógica da batata, não avisei?!

04/03/2008

Momentos de quem vive no alentejo

Hoje de manhã, para variar, saí de casa atrasada em direcção à escola, e como qualquer pessoa atrasada devia sair à presa, e quase a correr já que vou a pé. Mas algo não me deixou apressar o passo.
E que algo? Bom tanto podia ter sido a minha natureza alentejana, como a minha doença, nomeadamente “preguicite aguda”, ou simplesmente o cansaço da aula de educação física do dia anterior (como é que isso é possível? Em mim é possível!).

Realmente todas estas razões vão dar ao mesmo....mas isso não interessa, porque hoje de manhã quando saí de casa tudo era Primavera! Assim que comecei a subir a rua, bem inclinadita, senti um vento muito leve que contrastava com um sol brilhante que dava uma sensação de bem estar e calor...Seguindo o caminho comecei a ouvir um passarinho a cantar, depois dois ou três, mais uns quatro, talvez..., e pouco a pouco a orquestra se ia compondo. Mais à frente umas árvores no quintal de uma das muitas casas que encontro pelo caminho, cheias de flor enchiam a vista e alegravam a alma.
Todas estas coisas tornaram a minha viagem ate à escola, que muitas vezes é penosa, numa das melhoras viagens que já fiz até hoje. Era só eu e a rua de alcatrão, os pássaros a cantar, as flores e as árvores em flor, o vento na cara, o calor do sol, o verde das árvores, o barulho dos meus passos...É impossível descrever os sentimentos e o gozo que tal momento me suscitaram...Parecia que não existia mais nada...Tive pena de não ter uma máquina fotográfica comigo....Mas de nada adiantaria...nenhuma máquina fosse de filmar, fotografar podia guardar tudo o que vi, ouvi, senti, cheirei....

São momentos tão raros como este que me fazem repensar em tudo o que fiz e quero fazer. São momentos como este que me lembram e me fazem sentir o amor de Deus e o amor que ele tem pela sua criação, todas estas maravilhas foram feitas para nós!

Foi sem dúvida um belo começo de dia!




A minha rua XD



03/03/2008

Bem que andei a pensar meses e meses antes de me meter nisto...e agora com falta de tempo a motivação para arranjar um tempinho não é nenhuma, estava-se mesmo a ver. E depois como sou muito criativa (mentira) sei muito bem o que escrever não é? Pois claro que não!


Mas estive a ler ali a matériazita de psicologia ( que até é muita, se a Tânia estivesse aqui ao pé de mim já resmungava...e como a entendo...looool) e deparei com a questão da criatividade...que me falha...por isso aqui fica algo que achei interessante.

Howard Gardner define um indivíduo criativo como "uma pessoa que resolve regularmente problemas ou define novas questõess numa área inicialmente considerada nova, mas que, mais tarde, se integra num dado sistema cultural".

O que é afinal a criatividade?...acho que não percebo nada disto... =S